sábado, 10 de fevereiro de 2018

ESPECTADORES DA DIVERSÃO DOS OUTROS: DIREITO AO ACESSO A BENS CULTURAIS DE FORMA ACESSÍVEL SÃO NEGLIGENCIADOS

Resultado de imagem para pessoas com deficiencia no carnaval
Art. 42. " A pessoa com deficiência tem direito à cultura, ao esporte, ao turismo e ao lazer em igualdade de oportunidades com as demais pessoas, sendo-lhe garantido o acesso:
I - a bens culturais em formato acessível;
II - a programas de televisão, cinema, teatro e outras atividades culturais e desportivas em formato acessível; e
III - a monumentos e locais de importância cultural e a espaços que ofereçam serviços ou eventos culturais e esportivos."(Lei 13.146/2015).
Imagine ver as pessoas indo se divertir no carnaval com seus enfeites e adereços, certos do que irá acontecer será marcante, inesquecível e gerará muitas estórias para contar.
Desejos e sonhos estes que também são comuns para as pessoas com deficiência de todas as cidades do país. Porém, muitas vezes são impedidas de serem realizadas pelo simples fato de não terem a acessibilidade necessária para garantir seu ingresso e permanência nesses eventos culturais. Por não ser disponibilizado banheiros químicos, camarotes, transporte, etc, em condições acessíveis, de forma que possibilite a ida destes para um dos eventos mais esperados do ano.
Em Valença não é diferente, e com certeza este ano, mais uma vez, isso não importará ou não será levado em consideração. Apesar da lei federal garantir o direito a sua participação nesses eventos culturais de forma acessível para essa parcela de pessoas que nutrem os mesmos desejos de entretenimento que as demais.
Ficarão mais uma vez apenas como telespectadores da curtição dos outros, esperando o dia em que as políticas públicas atenderão seus anseios.

Igor Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário nas postagens.