domingo, 3 de abril de 2016

MATERIAL DIDÁTICO EDUCACIONAL DE AUXÍLIO AOS ESTUDOS DOS SURDOS


Todas as pessoas ouvintes (que ouvem normalmente), tem um rico material de apoio educacional para seus estudos, podendo ser acessados a qualquer momento de acordo com sua vontade. Mas no caso das pessoas surdas que utilizam como única forma de comunicação e interação a Língua Brasileira de Sinais, como se dá a possibilidade de contato com esse material?

Diferente do que ocorre nas capitais, onde as pessoas surdas tem acesso a uma educação mais qualificada , em realidades distintas dos centros urbanos do país, como na cidade de Valença, no interior da Bahia, por exemplo, onde a comunidade surda desconhecem o português escrito ou quando o conhecem, são palavras soltas, não o suficiente para ter uma autonomia em ler e interpretar um texto. Nestas condições como ter acesso a um material didático de forma acessível para suprir suas necessidades educacionais, sem ter o português escrito como meio principal?

Se a única língua que esses surdos dominam de forma satisfatória é a Língua de Sinais, todos os materiis didáticos necessários para o desenvolvimento de sua educação deveria estar disponível na língua de sinais. Mas não é o que se observa nas escolas inclusivas desta cidade e em muitas outras com realidades semelhantes no país.

Não há disponíveis, as adaptações dos assuntos trabalhados na grade curricular em língua de sinais, podendo apenas ser encontrado alguns fragmentos destes em alguns sites. Mas se houvesse uma preocupação com a educação de surdos no país, esses materiais já deveriam ter sido interpretados para a língua de sinais, para que os mesmos pudessem ter o acesso a qualquer momento, igualando – se aos ouvintes no acesso ao material didático de apoio para sua aprendizagem.

Porém, já que esse conteúdo didático não esta disponível, resta-lhes apenas o contato com os assuntos através do Interprete de Libras, que ao decorrer do tempo são esquecidos, não podendo ser revisto  ou revisados em outro momento.

O português escrito nesse caso específico não é uma alternativa, por quanto no decorrer de sua escolarização, o desenvolvimento da mesma foi precária e falha  devido a vários motivos que não cabe relacioná-los aqui. Mas o fato é que acessar o material correspondente em forma de texto  escrito não funcionaria.

Por: Igor Rosário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário nas postagens.