domingo, 8 de novembro de 2015

QUEM SOU EU VALENCIANO? (HOMENAGEM AOS SURDOS VALENCIANO E A CIDADE ANIVERSARIANTE)


Quem sou eu?
Que estou nesse meio,
Sem receio, convivendo nesse meio.
Sem ressalva, o tempo passa sem ninguém me perceber.

Quem sou eu?
Que passeia no meio da praça,
Sinalizando, represento a minha classe.
Em meio a essa sociedade, que me afaga.
Cidade em que nasci, cresci e sobrevivi.

Quem sou eu no meio desta gente?
Que me olha estranhamente, desdenhando de minha condição?
A qual todos pensam que é uma negação ou maldição.
Que anda na contra mão da tida normalização.

E quem é anormal?
Sou anormal por sinalizar?
Por utilizar minhas mãos para me comunicar?
Como vou me relacionar se não sinalizar?

Quem serei eu sem meus sinais?
Sem minhas mãos, expressões, movimentações no ar?
Essa é minha condição normal, natural.
O vácuo é o meu espaço de manifestação.

Quem sou eu valenciano?
Meu nome não é surdinho, nem mudinho. Nem sou coitadinho.
Sou gente, contente, pertencente a essa gente.
Sou humano, comemorando mais um ano. Sou eu valenciano.

De: Igor Rosário Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário nas postagens.